Calendário Bolsa Família 2021

De todas as iniciativas do Governo Federal, o Bolsa Família é uma das mais importantes para a redução das desigualdades econômicas e sociais que existem no Brasil. O Programa, que beneficia quase 14 milhões de famílias, é responsável pela distribuição de renda, de milhões de reais mensais para ajudar as famílias mais carentes a superarem a extrema pobreza. Mas apesar de todos esses benefícios, o programa possui um calendário muito rígido, e é importante que as famílias fiquem atentas ao calendário Bolsa Família 2021 para que não percam o benefício. Sem mais delongas, confira a seguir tudo sobre o calendário de pagamentos do Bolsa Família.

Calendário Bolsa Família 2021

Calendário Bolsa Família 2021

Calendário Bolsa Família 2021

O calendário de pagamentos do Bolsa Família é definido pelo Ministério do Desenvolvimento Social, que é o órgão do Governo responsável pela distribuição da renda do programa. O pagamento é feito mensalmente pela Caixa Econômica Federal, que distribui os recursos do Programa para as famílias beneficiadas. Normalmente a divulgação do calendário do benefício ocorre no terceiro semestre de do ano, portanto, as datas de pagamento do benefício ainda não foram divulgadas, mas o calendário Bolsa Família 2021 logo será divulgado.

Para saber qual a data do calendário Bolsa Família 2021 que você pode receber o seu benefício, basta olhar o número impresso em seu cartão: olhe o último dígito do cartão e compare com a tabela abaixo – as datas de pagamento da bolsa são divididas de acordo com o último digito do cartão. Dessa forma, evita-se de causar congestionamento na agência da caixa, por haver todas as pessoas tentando sacar o seu benefício no mesmo dia.

Bolsa Família 2021

Para participar o Programa Bolsa Família 2021, é necessário, em primeiro lugar, fazer inscrição no CADÚNICO. A inscrição pode ser feita na prefeitura da sua cidade, na secretaria de desenvolvimento social do município. Ao fazer a inscrição, você não receberá automaticamente o benefício: primeiro, serão avaliados os seus dados, e caso você realmente se encaixe no perfil de ajuda do Bolsa Família, em algumas semanas, você receberá em sua casa o seu próprio cartão do Bolsa Família, para sacar o seu benefício.

Para manter o benefício, é necessário regularmente atualizar o seu cadastro:

  • Comprovando a frequência escolar dos filhos e os exames e carteirinhas de vacinação das crianças;
  • Comprovando o cumprimento dos requisitos de educação e saúde, que são contrapartida exigida das famílias.

Para se registrar no Bolsa Família há um processo de seleção a ser seguido, sendo assim, entenda o funcionamento do programa.

Bolsa Família 2021

Bolsa Família 2021

Como Funciona o Bolsa Família?

O programa já auxiliou milhares de famílias em todo país, e o que muita gente não sabe é que ele foi criado da união de outros benefícios já existentes, são eles:

  • Vale Gás;
  • Fome Zero;
  • Bolsa Escola.

Depois que o governo notou a grande quantidade de pessoas que recebia os três benefícios, a melhor opção foi uni-los. O principal objetivo do Bolsa Família é auxiliar os grupos familiares que estão abaixo da linha de pobreza.

Assim que você desejar se inscrever no programa, o primeiro passo é realizar a inscrição no CadÚnico, funciona dessa forma pois o Bolsa Família não possui um cadastro direto.

Diferente de outros programas sociais, é necessário que para se cadastrar no Bolsa Família você escolha uma única pessoa como responsável para o recebimento do benefício, sendo de preferência do Governo, pessoas do sexo feminino.

✅ Confira também qual será o aumento do Bolsa Família 2021 previsto pelo Governo Federal.

Após todos os passos do processo de seleção, a família que se enquadra nos requisitos terá direito a receber o benefício. Assim, mensalmente, os beneficiários receberão um valor específico.

Sendo assim, é importante que você fique atento ao Calendário Bolsa Família para não perder a chance de recebimento do benefício.

Quem tem Direito ao Bolsa Família

Como já sabemos, o programa social tem como principal objetivo auxiliar as famílias carentes e de baixa renda. Portanto, não são todas pessoas que podem receber o benefício.

O programa Bolsa Família é pago somente aos grupos familiares que estão em situação de pobreza e extrema pobreza. Entenda quem tem direito ao bolsa família:

  • Famílias em situação de extrema pobreza: Para se enquadrar nesses casos, a família deve ter renda mensal máxima de R$ 89,00.
  • Famílias em situação de pobreza: Já em casos de pobreza, a família deve ter renda mensal máxima entre R$ 89,01 a R$ 177,00.

Se o seu grupo familiar estiver em alguma dessas situações será possível fazer o cadastro Bolsa Família.

Ao passar dos anos novas regras e requisitos são implementados no programa, para que o mesmo seja pago somente a quem tem direito e tenha proteção contra fraldes.

Regras do Bolsa Família

Além de se encontrar em situação de pobreza e extrema pobreza, para que o cidadão receba o Bolsa Família é necessário seguir algumas regras específicas. Confira abaixo as regras exigidas pelo Governo para ter acesso a esse benefício:

  • As famílias que possuírem crianças em sua composição precisam que os mesmos possuam frequência mínima escolar de 85%. Sendo assim, quem não tiver os filhos inscritos na escola ou não atingir essa porcentagem de frequência escolar, perderá o direito ao benefício.
  • Todas as crianças cadastradas devem entregar o cartão de vacinação em dia anualmente.
  • Caso haja no grupo familiar alguma mulher gestante, é necessário que haja o acompanhamento pré-natal de forma correta até o nascimento do bebê.
  • Se a família for composta ainda por crianças com idade abaixo de 7 anos, é necessário que ela seja levada periodicamente ao médico para que sua fase de crescimento seja acompanhada.
  • É necessário ainda que a cada 2 anos as famílias realizem a renovação completa de seus dados, ou seja, um recadastro. Caso isso não seja feito, o benefício pode ser cortado.

Cadastro Bolsa Família 2021

Após conferir aqueles que tem direito ao Bolsa Família, siga o passo a passo para se cadastrar no benefício:

  • Separe todos os documentos necessários exigidos (confira abaixo);
  • Se dirija ao órgão responsável pelo Bolsa Família no seu município – CRAS, Prefeitura, Secretaria de Serviço Social, ou outro.
  • Solicite o cadastro do Bolsa Família;
  • Aguarde a avaliação do órgão.

Documentos Necessários

Os documentos necessários para o cadastro Bolsa Família são o seguinte:

  • Título de eleitor (de todos os membros do grupo familiar acima de 18 ano de idade);
  • Identidade e CPF (de todos os membros do grupo familiar);
  • Comprovante de endereço atualizado (não é obrigatório, mas facilita e agiliza o cadastro no programa);
  • Certidão de nascimento (de todos os membros do grupo familiar que não possuam ainda CPF e RG);
  • Certidão de casamento (de todos os membros do grupo familiar que não sejam solteiros);
  • Carteira de trabalho (de todos os membros do grupo que já possuam o documento).

O que é o CadÚnico?

O Cadastro Único, ou CadÚnico como é conhecido não é um programa social, e sim, uma porta de entrada para isso. Através desse cadastro é que o cidadão poderá se inscrever no Bolsa Família ou em outros programas sociais.

O CadÚnico funciona como uma espécie de cadastro geral do Governo Federal para geração de benefícios. Ou seja, grande parte dos benefícios só poderá ser solicitado pelos cidadãos através desse cadastro.

Confira a seguir os programas que o Cadastro Único é responsável:

  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​;
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • BPC 2021;
  • LOAS 2021;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Farmácia Popular;
  • CNH Social;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Programa de Cisternas;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Telefone Popular;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carta Social;
  • Passe Livre estudantil e para pessoas com deficiência;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • ​​Programa Bolsa Família.

Sendo assim, para ter acesso a qualquer um desses programas, é preciso ter realizado a inscrição no CadÚnico. Além disso, os inscritos ajudam o governo a listar as cidades do Brasil com índice de pobreza mais alto, e entender quais as condições de vida dos brasileiros.

Os dados dos inscritos no programa são utilizados como base para selecionar aqueles que tem direito de se beneficiar em inúmeros programas ou não.

Documentos de Inscrição para o Cadastro Único

Ao se dirigir ao local responsável pela inscrição para o cadastro Único da sua cidade, será necessário apresentar alguns documentos requeridos para sua inscrição em programas sociais.

Confira quais são esses documentos:

  • Histórico escolar de todas as crianças acima de 3 anos e abaixo de 17 anos;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de renda mensal, como os últimos contracheques.
  • Certidões de nascimento e casamento;
  • Comprovante de residência, dando preferência a uma conta de energia;
  • Carteira de trabalho;
  • Cópia e original do RG e CPF.

Inscrições para o Bolsa Família 2021

Para realizar a inscrição é necessário que você se enquadre em todos requisitos de recebimento do Bolsa Família. Se sua família estiver de acordo será permitida a inscrição.

Como já citado o primeiro passo é a inscrição no cadastro único e em seguida no Bolsa Família. Entenda melhor através das instruções abaixo:

  • Tenha em mãos todos documentos solicitados, ou seja, certidões, RG e CPF de todos membros do grupo familiar;
  • Apresentar carteira de trabalho de todos membros que possuam emprego. O documento deverá comprovar renda per capita, e se necessário ainda será preciso apresentar os três últimos contracheques;
  • Realize a inscrição no Cadastro Único na Secretaria de Serviço Social da sua cidade;
  • É possível que outros documentos além dos citados sejam solicitados;
  • Depois de realizada a inscrição basta aguardar para saber se você foi aprovado ou não.

Valor do Bolsa Família

O valor do Bolsa Família 2021 ainda está em aberto, pois o Governo ainda não confirmou quais serão os ajustes no valor do benefício para o próximo ano. Atualmente, o valor do Bolsa família é de R$ 89,00 por família, a categoria básica.

Mas, existem outros dois tipos de benefícios no programa, confira:

  • Benefício Variável: Além do benefício básico, existem também o variável, destinado às famílias que possuam em sua composição crianças e/ou adolescentes com idade máxima de 15 anos, lactantes e grávidas. O valor pago nesse caso é de R$ 41,00, sendo possível cadastrar até 5 crianças.
  • Benefício Variável Jovem: Já esse benefício é pago aos jovens com idade entre 16 e 17 anos, sendo pago até dois benefícios por família, no valor de R$ 48,00 mensais.
  • Benefício Variável Nutriz: R$ 41,00;
  • Valor do benefício Variável à Gestante: R$ 41,00.

No caso das gestantes, poderão receber o benefício somente ao apresentar exames que comprovem a gravidez.

Consulta Bolsa Família 2021

Existem três diferentes formas de realizar a consulta do seu benefício, assim como verificar o extrato. Confira quais são elas:

Consulta pela Internet: O extrato do benefício pode ser consultado de forma fácil pela internet. O processo é simples:

  • Você precisa apenas acessar o Portal Cidadão Caixa;
  • Informar o seu número do NIS e a senha da internet;
  • Clique em “não sou um robô”;
  • Por fim, selecione “Acessar”.

Consulta pelo Aplicativo: Outra forma de consulta online é através do aplicativo do Bolsa Família, o qual disponibiliza diversas informações sobre o seu benefício. Para fazer o download do mesmo é preciso:

  • Acessar a loja de aplicativos do seu smartphone;
  • Buscar por “Bolsa Família”;
  • Clicar em “instalar”.

Depois disso, você precisará informar apenas o número do Cartão Bolsa Família para ter acesso ao seu saldo.

  • Consulta com o Cartão Bolsa Família: A última opção é se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal ou Casa Lotérica com seu cartão Bolsa Família em mãos. No ato você deverá solicitar a consulta do extrato, caso tenha valores a receber poderá saca-lo.
  • Consulta Bolsa Família pelo Telefone: Quem preferir pode também consultar pelo telefone, o qual é um recurso bastante seguro para todos. Para fazer uso do telefone Bolsa Família, basta que você ligue para a central atendimento da Caixa no número 0800 726 0207 e informe seus dados pessoais.

Como Sacar o Bolsa Família

Depois de ser aprovado no Bolsa Família, o beneficiário terá que atentar-se ao calendário de pagamento do benefício, para saber quanto poderá saca-lo. Para acessar o benefício é importante que você possua também o cartão bolsa família, o qual é entregue aos beneficiários no momento de aprovação do programa.

O Bolsa Família pode ser sacado tanto em:

  • Agências da Caixa Econômica Federal – tendo em mãos o seu cartão do Bolsa Família;
  • Quanto em Lotéricas, portando o mesmo documento.

13º Salário Bolsa Família 2021

As famílias brasileiras que recebem o Bolsa Família estão ansiosos pela liberação do décimo terceiro salário do Bolsa Família. Por conta disso, o calendário de pagamento do programa está gerando grandes expectativas.

Pois com a liberação do calendário é possível determinar se todos beneficiários poderão receber o 13º salário.

Quem faz a liberação desse calendário de pagamento é a Caixa Econômica Federal, e o décimo terceiro foi liberado após 100 dias do governo do atual presidente, Jair Bolsonaro. No entanto, o pagamento desse benefício ainda está em processo de votação para ser aprovado.

Cancelamento do Bolsa Família 2021

Caso você seja beneficiário do Bolsa Família e teve seu benefício cortado, é possível que isso tenha acontecido por diferentes razões. Um dos motivos é passar um longo período sem realizar o saque do benefício. Mas, há outros motivos para que o cancelamento definitivo ou corte do Bolsa família possa acontecer, entre eles podemos citar:

  • Erros nos dados informados ao CadÚnico;
  • Descumprimento de 1 ou mais normas do Bolsa Família;
  • Demora no saque do pagamento do benefício mensalmente;
  • Se for considerado que a família não tem mais necessidade de receber o benefício, o Governo irá cancela-lo.

Se você passou por algum desses problemas, será possível retornar ao programa estando de acordo com as regras. Dessa forma, seu benefício será renovado.

No entanto, se o Governo Federal verificar e concluir que sua família não necessita mais receber o benefício, seu grupo familiar não terá direito ao valor do programa. Isso pode sofrer alteração caso sua família passe por necessidades financeiras.